instituto

Mensagens Bola de Neve de Jeremias Horta

By 1 de junho de 2020 No Comments

Boa tarde.

O MEDO É RECUSA. O MEDO É COMODISMO. O MEDO É QUERER ANTECIPAR. É O COMPROMISSO EXAGERADO COM O IDEAL. VIVA O REAL.

O medo, meu caro, é a natureza do avaro.

Medo é a insatisfação do ser.

O cansaço de ter.

Medo é besteira e vaidade.

Medo é cruel, é maldade.

Medo é raiva contida.

Medo é rigidez e vaidade.

Medo é presunção, é luta e guerra.

Para perder o medo é necessário perder o irreal, o poder.

Medo é, no fundo, um grande apego a uma imagem idealizada.

Solte-se para a vida e perderá o medo.

O ser sem nada, sem apego a imagens ou formas, solto, sem compromisso, vivendo o que a vida oferece sem pretensões, não tem medo.

Vamos falar agora de simplicidade.

Simplicidade.

Ser simples é não “ter que “ nada, é não ter nada.

Simplicidade para descompromissar-se com qualquer aparência ou representação.

 

J. Horta.

3.9.90

Trecho do Livro: Mensagens Bola de Neve de Jeremias Horta . Pág. 57