instituto

Mensagens Bola de Neve de Jeremias Horta

By 27 de julho de 2020 No Comments

Bom dia.

Verso e reverso. Coisas justas e postas. Justapostas. Dentro e fora. O de fora e o de dentro. O de fora expresso o que está dentro e o que está dentro recebe o de fora. Comunicação e expressão. Receber e dar, tirar e por, tudo num só ato. Transformação. A unidade pode ser encontrada na inter-reação das partes, na comunicação dos pólos opostos. A integração se dá na medida de uma expressão genuína e na recepção sem distorção. Expressar diretamente o que é recebido e assimilado, receber sem preconceitos ou seletividade, nos torna mais unificados, inteiros. Pureza na recepção e na expressão, fidelidade. Em ambos os casos, uma abertura aos eventos e uma gratuidade nos gestos são essenciais.

Não ser seletivo é ser desapegado aos ideais, papéis ou metas. É liberta-se dos jogos sociais, da imperiosa vontade de vencer, produzida pelo apego à auto-imagem. Caminhar em paz, sem pressa, sem querer garantir o que quer que seja, esta é a única maneira de se conseguir a unificação, a unidade. Viver com liberdade, longe das convenções e jogos, eis a verdadeira meta de quem está buscando a integridade, a essência, a realização. Unificar-se é não se dividir, não se separar. É integrar as partes no todo.

Comunhão. Não faz análises, nem sínteses. Responder ao que é, ficar n que é viver o que é. Aquiescer. Resignar-se, doar-se.

Entregar-se com força e coragem ao momento é a verdadeira redenção. Render-se é para a luta. Abrir-se, receber. Entregar-se para doar. Dar e receber; uma coisa só, unida no viver. Viver é não ter lados, nem de dentro, nem de fora. Nem agente nem expectador. Expectador.

Quem é expectador tem expectativas. Tire de si qualquer expectativa, pare de buscar e de idealizar, deixe as coisas serem, deixe o mundo ser, seja. Ser a plenitude do que é. Ser sem distorções ou paixões.

Ser gratuitamente, sem laços ou vínculos. Vincular é se prender. Pra que viver preso neste imenso espaço azul infinito? Pra que reduzir a sua vida á pobreza dos vínculos? Pra que limitar-se?

Por que não aproveitar de tudo que Deus deu e ficar arrastando-se pobremente nos apegos? Liberte-se, meu caro, voe. Voar pelo espaço azul infinito, sem limites.

Abraços,

Jeremias

24.09.90

Trecho do Livro: Mensagens Bola de Neve de Jeremias Horta. Pag. 83